quinta-feira, 25 de junho de 2009

faz-de-conta .

dizer que sim, mas pensar que não .
querer mas não merecer .
desejar do mais fundo do coração, mas não lutar .
olhar e não ver, ouvir mas não escutar, ler mas não entender .
os " sim's " e os " não's " valem muito mais que muitos " talvez " .
levantar a cabeça, ver para além do que se pode ver, entender o que está nas entrelinhas .
o que era pode voltar a ser .
um ponto final, uma vírgula . a sombra de algo que não quer ir embora .
as pegadas de uma histórias que tinha " pés para andar " .
por muito que se queira, o faz-de-conta não é o caminho para nada, o conto de fadas não existe .
pega num lápis, numa folha de papel e vamos pintar o futuro .
vamos fazer do faz-de-conta um conto de fadas que por momentos é real .
é a vontade de dizer que sim .
a necessidade de pedir que venhas .
a verdade que teima em se fazer notar .
vamos viver como um faz-de-conta e fazer toda a gente ver que os contos de fadas existem de verdade .

1 comentário:

mané casa nova disse...

na verdade eu acho que não existem amor . existem réplicas dos contos de fadas , existem histórias que nos fazem lembrar por muito semelhantes que sejam , mas nunca o são . porque a realidade é mesmo assim , crua , e é com isso que temos que aprender a lidar .
e dizer "eu sou capaz" é um bom começo . não é dizer adeus , é apenas seguires a tua vida , sem sofrer .

amo-te maria nabiça <3